Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Quem ganha na Bolsa com os juros menores?

Os setores e ações que são mais beneficiadas com o corte de juros e as empresas que devem lucrar ainda mais com a tesoura do BC

São Paulo — O Banco Central surpreendeu o mercado, na noite de ontem (11), com o corte de 0,75 ponto percentual da Selic, que agora será de 13% ao ano. A expectativa de analistas é que a redução nos juros anunciada pelo BC se repita nos próximos meses e que, até o final de 2017, a taxa possa chegar a um dígito.

Na bolsa brasileira, o impacto deve ser positivo. Algumas companhias, no entanto, devem se beneficiar ainda mais com o cenário. O momento é bom para as empresas que tenham dívidas controladas, mas atreladas ao CDI, como explica Adeodato Netto, especialista em Mercado de Capitais da Eleven Financial.

“Ganham também as companhias que dependam da estrutura de crédito, tanto para o financiamento interno como para a própria atividade”, complementa Netto.

Entre os exemplos de quem pode se dar bem com a tesoura do Banco Central, estão os bancos. O motivo é que, apesar da redução de juros diminuir o spread bancário, ele também ajuda na concessão de mais crédito.

Com mais crédito disponível na praça, as pessoas tendem a consumir mais. Com mais gente consumindo, ganham as companhias de varejo, as administradoras de shoppings e as empresas da construção civil.

Para a regra, claro, existem exceções. “Algumas empresas como a PDG perderam a mão e foram, no passado, além dos limites de endividamento. Não há redução de juros que as ajude”, diz o analista.

Outro setor que deve comemorar o corte na Selic é o elétrico. “Companhias como a Cemig enfrentam uma certa dificuldade na rolagem de suas dívidas e também sofriam com a queda de consumo da indústria”, diz o analista. “A partir de agora, elas devem ver seus custos de dívida caírem e suas receitas aumentarem”.

No pregão seguinte ao corte, estas companhias acumulavam ganhos. As preferenciais da Cemig e as ordinárias da BRMalls, por exemplo, chegaram a subir até 9%. Varejistas como Lojas Renner e Lojas Americanas também registravam alta de mais de 7% no dia.

Quem terá mais lucros

Em relatório divulgado no início deste mês, o banco BTG Pactual fez uma estimativa de quanto o lucro das empresas aumentaria com uma redução de 100 pontos base na Selic.

Quem aparece em primeiro lugar na lista das beneficiadas é a CSN. Segundo o banco, para cada corte de 100 pontos na taxa, o lucro da siderúrgica deve aumentar 96%.

Abaixo, veja outras noves empresas que devem lucrar ainda mais em um cenário de encolhimento dos juros.

Empresa Variação no lucro a cada corte de 100 bps no CDI
CSN 96%
Marisa 82%
Restoque 58%
BR Malls 10%
Iochpe-Maxion 9%
Light 7%
São Carlos 6%
Aliansce 6%
Even 5%