Petróleo reverte ganhos e fecha em queda com estoque nos EUA

As importações norte-americanas de petróleo bruto tiveram uma redução de 486 mil barris/dia, para 7,068 milhões de barris/dia

Nova York – Os preços do petróleo fecharam em queda nesta quarta-feira, 7,revertendo as altas da manhã. O mercado reagiu aos dados dos estoques norte-americanos na semana passada, divulgados no final da manhã pelo Departamento de Energia dos EUA (DoE).

Os estoques de petróleo bruto tiveram um crescimento de 3,073 milhões de barris na semana passada, para 460,997 milhões de barris, quando os analistas previam um crescimento de 2,5 milhões de barris; os estoques de gasolina tiveram um crescimento de 1,91 milhões de barris; os de destilados tiveram uma redução de 2,458 milhões de barris; os estoques de petróleo bruto no centro de distribuição de Cushing (Oklahoma) tiveram um crescimento de 98 mil barris.

A taxa de utilização da capacidade das refinarias caiu a 87,5%, de 89,8% na semana anterior. As importações norte-americanas de petróleo bruto tiveram uma redução de 486 mil barris/dia, para 7,068 milhões de barris/dia.

A produção de petróleo bruto alcançou 9,172 milhões de barris/dia na semana passada, de 9,096 milhões de barris/dia na semana anterior.

Os preços do petróleo haviam subido nas três sessões anteriores; nesta terça-feira, o Brent ultrapassou a marca dos US$ 50 por barril pela primeira vez em um mês, depois de o DoE divulgar relatório rebaixando suas previsões para a produção de petróleo dos EUA em 2015 e em 2016 e elevando suas projeções para a demanda global.

A Opep, por sua vez, disse que os investimentos no setor de petróleo devem ter neste ano uma queda de US$ 130 bilhões, ou 22,4%, em relação a 2014.

“O mercado de petróleo deve estar preocupado, porque ele continua a ver aumentos semanais grandes nos estoques de petróleo bruto, e isso certamente não é sustentável até o fim do ano”, comentou Andy Lipow, da consultoria Lipow Oil Associates.

O estrategista Bob Haworth, da US Bank Wealth Management, disse que “os fundamentos do mercado continuam negativos e os preços devem continuar sob pressão”.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para novembro fecharam a US$ 47,81 por barril, em queda de US$ 0,72 (1,48%).

Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para novembro fecharam a US$ 51,33 por barril, em queda de US$ 0,59 (1,14%).