Petróleo fecha em queda, com dólar forte e realização de lucros

Continua a vigorar a avaliação de que o quadro é de desequilíbrio entre a oferta e a demanda, o que gera pessimismo no setor

São Paulo – Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa nesta sexta-feira, 7.

O dólar mais forte contribuiu para o movimento, bem como um movimento de realização de lucros e um relatório que mostrou aumento no número de poços e plataformas em atividade nos Estados Unidos.

O petróleo WTI para agosto fechou em queda de US$ 1,29 (2,83%), a US$ 44,23 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e na semana caiu 3,93%.

O Brent para setembro recuou US$ 1,40 (2,91%), a US$ 46,71 o barril, na ICE, e na semana perdeu 4,22%.

Os contratos passaram também por uma realização de lucros, após altas em sessões recentes.

Além disso, continua a vigorar a avaliação de que o quadro é de desequilíbrio entre a oferta e a demanda, o que gera pessimismo no setor.

Nesta sexta, o fortalecimento do dólar ainda contribuiu, porque isso torna a commodity mais cara para os detentores de outras divisas, reduzindo o apetite dos investidores.

No meio da tarde, a Baker Hughes informou que o número de poços e plataformas em atividade nos EUA subiu 7 na última semana, para 763. Trata-se da 24ª alta em 25 semanas nessa leitura.

Na comparação anual, houve aumento de 440. Depois da divulgação, os contratos aprofundaram as perdas.