Dólar R$ 3,18 0,40%
Euro R$ 3,72 0,06%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 2,01% 70.011 pts
Pontos 70.011
Variação 2,01%
Maior Alta 8,58% CMIG4
Maior Baixa -1,11% MRFG3
Última atualização 22/08/2017 - 17:20 FONTE

Petróleo fecha em alta após sanções ao Irã

Nova York – Os contratos futuros de petróleo tiveram uma alta modesta em Nova York e fecharam no nível mais alto desde 10 de maio de 2011. O mercado mostrou nervosismo com a intensificação da ofensiva diplomática e econômica dos Estados Unidos e seus aliados contra o Irã.

As máximas do dia foram alcançadas no meio da manhã, quando saíram os informes de que alguns países europeus concordaram “em princípio” com a proposta dos EUA por um embargo ao petróleo iraniano. Na falta de detalhes sobre essa política, porém, os preços passaram a recuar.

“Ainda há muitos detalhes que precisam ser divulgados sobre a decisão da União Europeia. Os mercados só estão absorvendo a informação”, comentou Tom Bentz, da BNP Paribas Brokerage. Outros traders disseram que a perspectiva de um embargo ao petróleo iraniano já estava embutida nos preços desde o recente salto a partir dos US$ 95 por barril, que coincidiu com a assinatura, pelo presidente dos EUA, Barack Obama, de uma lei que prevê punições contra instituições financeiras, inclusive bancos centrais estrangeiros, que façam transações com o BC iraniano.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para fevereiro fecharam a US$ 103,22 por barril, em alta de US$ 0,26 (0,25%). Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para fevereiro fecharam a US$ 113,70 por barril, em alta de US$ 1,57 (1,40%). As informações são da Dow Jones.