Entenda: o que são ADRs?

Criados há 70 anos nos Estados Unidos, os ADRs permitem que investidores dos EUA coloquem recursos em empresas estrangeiras

São Paulo — ADR é a sigla de American Depositary Receipt, um instrumento criado há 90 anos nos Estados Unidos para permitir que os investidores de lá pudessem, de forma fácil, comprar ações de empresas de fora do país. Ele funciona como um recibo de ações de empresas estrangeiras.

No país de origem da empresa, um banco compra papéis (novos ou em circulação) e fica responsável pela sua custódia. Nos EUA, outra instituição financeira emite os recibos de tais papéis e os comercializa em mercado de balcão ou em bolsa de valores.

Cada ADR pode equivaler a uma única ação, a uma fração ou a um pacote com várias ações. Eles são negociados em dólar e os preços, em geral, acompanham a cotação no país onde a companhia abriu capital.

Quem compra um ADR tem os mesmos direitos que um acionista que comprou papéis no país de origem da empresa. Isso vale, por exemplo, para o pagamento de dividendos ou de juros sobre capital próprio.

Há três tipos de ADRs. No Nível 1, a oferta é feita no mercado de balcão e há poucas exigências na divulgação de informações da empresa.

Já no Nível 2, a negociação é feita em bolsa de valores. Com isso, a companhia tem a obrigação de divulgar suas informações financeiras nos moldes da SEC, o órgão que regulariza o mercado de valores norte-americano. Em ambos os casos, a empresa não é obrigada à lançar ações no mercado. No Nível 3, no entanto, o ADR só pode ser lastreado em ações novas.

Atualmente, 26 companhias brasileiras são  negociadas no mercado norte-americano (veja a lista completa abaixo). Até o início de junho deste ano, o volume médio transacionado em ADRs brasileiros era de 1,3 bilhão de dólares por dia.

  • Ambev
  • Azul
  • Bradesco
  • Brasilagro
  • Braskem
  • BRF
  • Cemig
  • Copel
  • CPFL
  • Eletrobras
  • Embraer
  • Fibria
  • Gafisa
  • Gerdau
  • GOL
  • Itaú Unibanco
  • Oi
  • Pão de Açúcar
  • Petrobras
  • Sabesp
  • Santander
  • CSN
  • Telefônica Brasil
  • TIM
  • Ultrapar
  • Vale

Veja outros termos do Mercado sem Mistério neste link.

Fonte: Giácomo Diniz, especialista em investimentos.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s