Rio de Janeiro - A Vale pretende não pagar remuneração aos acionistas em 2016, diante da volatilidade dos preços das commodities minerais, informou a mineradora em comunicado nesta quinta-feira.

Segundo a Vale, à medida que o cenário esteja melhor definido e, havendo geração de caixa suficiente, o Conselho de Administração poderá decidir pela distribuição de remuneração aos acionistas.

"A diretoria executiva aprovou e submeterá ao Conselho de Administração proposta de remuneração mínima igual a zero durante o ano de 2016", disse a empresa em comunicado.

A mineradora disse, ainda, que a diretoria encaminhará ao Conselho proposta de revisão da atual política de remuneração ao acionista, mas não deu detalhes.

No início de 2015, a Vale propôs o pagamento de 2 bilhões de dólares em remuneração a acionistas, ante 4,2 bilhões de dólares em 2014. Em setembro, a companhia decidiu reduzir o montante inicialmente proposto em 500 milhões de dólares.

No início de dezembro, a mineradora anunciou redução de investimentos e de produção do minério de ferro para 2016, em meio aos baixos preços da matéria-prima e excesso de oferta global da commodity.

Texto atualizado às 21h32

Tópicos: Acionistas, Conselhos de administração, Gestão, Vale, Siderúrgicas, Mineração, Empresas, Empresas brasileiras, Empresas abertas