São Paulo – O megainvestidor George Soros afirmou durante um evento no Sri Lanka nesta quinta-feira (7) que a situação atual dos mercados globais tem fortes semelhanças com a crise de 2008, segundo informações da Bloomberg.

"A China tem um grande problema de adaptação", disse Soros. "Eu diria que isso equivale a uma crise. Quando eu olho para os mercados financeiros há um sério desafio que me faz lembrar da crise que tivemos em 2008."

Durante o evento Soros ressaltou que a China está lutando para encontrar um novo modelo de crescimento e a desvalorização da sua moeda, o iuane, está transferindo seus problemas para o resto do mundo. 

Os mercados globais e suas ações, principalmente as ligadas a commodities, têm enfrentado um verdadeiro pesadelo nesta primeira semana do ano em um reflexo dos problemas da segunda maior economia do mundo. 

Hoje o mercado acionário da China despencou e teve o pregão mais curto de sua história de 25 anos.

Este não é o primeiro alerta de Soros relacionado à crise de 2008. Em 2011, o investidor que tem uma fortuna estimada de 27,3 bilhões de dólares, disse que a crise da Grécia era “mais grave que a de 2008”.

Tópicos: Ações, Ásia, China, Empresários, Grandes investidores, George Soros, Iuane, Moedas, Câmbio, Mercado financeiro