Aguarde...

Ações | 11/09/2012 15:17

Raia Drogasil ficou cara na bolsa, diz Safra

Papéis acumulam alta de 74% desde janeiro e analista prevê queda até o final de 2013

Lia Lubambo

Farmácia da Drogasil

Raia Drogasil registrou lucro líquido de 49,3 milhões de reais no segundo trimestre de 2012

São Paulo – A disparada de 74% desde janeiro é um sinal claro de que as ações da Raia Drogasil (RADL3) chegaram ao seu limite de valorização. Pelo menos esta é a avaliação do analista Fernando Labes, do J. Safra.

O analista revisou as estimativas para a rede de farmácias e manteve a recomendação classificada em desempenho abaixo da média de mercado (underperform). O preço-alvo para o final de 2013 foi fixado em 19,20 reais, um potencial de desvalorização de 14%.

“Embora vejamos a companhia com uma forte gestão, um grande potencial de sinergias decorrente da fusão e tenhamos uma visão positiva sobre o segmento de drogarias, acreditamos que estes eventos positivos já estejam mais do que precificados”, justifica Labes.

As ações da Raia Drogasil negociam em 32,1 vezes seu múltiplo P/L (preço/lucro) para 2013, ano em que, segundo o analista, a maioria dos benefícios das sinergias deve estar refletida.

A Raia Drogasil anunciou um lucro líquido de 49,3 milhões de reais no segundo trimestre deste ano, após ganho de 44,1 milhões em igual período de 2011. Em seu recente balanço, a companhia também reduziu a estimativa de abertura de lojas em 2012 para 110 unidades, contra projeção anterior de 130. Para 2013, a expectativa é de inaugurar 130 novas lojas.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados