Milão/Londres – As ações europeias fecharam no menor nível em mais de dois anos nesta segunda-feira com investidores preocupados com a saúde dos bancos da região, além de temores sobre a desaceleração econômica global.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 fechou com queda de 3,4 por cento, a 1.239,68 pontos, menor nível desde outubro de 2013.

O índice do setor bancário STOXX Europe 600 caiu 5,6 por cento. O índice acumula perdas de quase 24 por cento este ano por preocupações com a lucratividade dos bancos e com a força de capital em um ambiente em que os estímulos monetários continuam pressionando margens destas instituições.

"Investidores estão começando a pensar que os bancos não são tão sólidos como antes de imaginava", disse o gestor de fundos da Anthilia Capital, Giuseppe Sersale, na Itália.

* Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 2,71 por cento, a 5.689 pontos.
* Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 3,3 por cento, a 8.979 pontos.
* Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 3,2 por cento, a 4.066 pontos.
* Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve baixa de 4,69 por cento, a 16.441 pontos.
* Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 4,44 por cento, a 8.122 pontos.
* Em LISBOA, o índice PSI20 caiu 2,8 por cento, a 4.771 pontos.

Tópicos: Ações, Bancos, Finanças, Bancos quebrados, Crise, Crise econômica, Europa