Caracas - O preço do barril de petróleo venezuelano caiu US$ 1,19 esta semana e fechou em US$ 27,87, frente aos US$ 29,06 da última semana de dezembro do ano passado, com o que se situa em seu nível mais baixo em 11 anos, informou nesta sexta-feira o Ministério de Petróleo e Mineração do país.

"Os preços dos barris terminaram a semana em baixa, afetados principalmente pela preocupação em torno da extensão da economia da China e o excesso de oferta nos mercados", afirma o relatório semanal da pasta.

O Ministério da Venezuela destacou, além disso, o comportamento dos preços de outros barris, entre eles o Brent, que também caiu, ao ser cotado a US$ 35,41, frente aos US$ 37,06 da semana passada.

Por sua vez, o preço do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) passou de US$ 37,14 a US$ 34,99, segundo as contas venezuelanas.

A cesta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), cartel do qual a Venezuela é membro fundador, passou de US$ 31,71 a US$ 30,14 o barril entre a última semana de 2015 e a primeira de janeiro.

Com o registro desta semana, o preço de venda média neste ano se situa em US$ 27,87, muito abaixo dos US$ 44,65 do ano passado e dos US$ 88,42 de 2014.

A cesta venezuelana experimentou uma curva de descenso que começou em 12 de setembro de 2014, quando estava cotada a US$ 90,19 o barril.

A Venezuela, quinto exportador mundial de petróleo, produz cerca de três milhões de barris de petróleo diários e exporta 2,5 milhões, em sua maior parte a Estados Unidos e China. 

Tópicos: América Latina, Energia, Petróleo, Indústria do petróleo, Preços, Venezuela