São Paulo – As ações da PDG Realty (PDGR3) entraram em leilão poucos minutos após a abertura do pregão nesta sexta-feira (08). 

Antes das negociações serem interrompidas a alta dos papéis era de 23%. Isso porque a empresa anunciou que pretende vender terrenos e imóveis avaliados em 461 milhões de reais para reduzir dívida e reforçar seu caixa. 

A construtora e incorporadora assinou memorando de entendimentos com o Banco Votorantim e BV Empreendimentos e Participações e concedeu um prazo de exclusividade para a negociação de um acordo definitivo.

Os recursos serão usados para reforçar o caixa da empresa e amortizar dívidas com o Banco Votorantim.

Com o negócio, a alavancagem ampliada da PDG será reduzida em cerca de 1,578 bilhão de reais, cerca de 23% do total, disse a companhia, em fato relevante.

Tópicos: Ações, Empresas, PDG, Construção civil e intermediação, Votorantim, Empresas brasileiras