Nova York - Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em forte alta nesta terça-feira, 22, no maior nível em quase cinco semanas.

O metal precioso recebeu apoio do dólar mais fraco e do relatório de emprego dos EUA abaixo das expectativas, o que reforçou a percepção de que o Federal Reserve manterá estímulos por mais tempo.

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, ganhou US$ 26,80 (2%), fechando a US$ 1.342,60 a onça-troy, maior nível desde 19 de setembro.

A economia dos EUA criou 148 mil empregos em setembro, abaixo da expectativa de 180 mil novos postos de trabalho. A taxa de desemprego caiu para 7,2%, de 7,3%. Apesar de estar quase um ponto porcentual abaixo de quando o Fed iniciou seu mais recente programa de compras de bônus, a taxa de desemprego está caindo pelos motivos errados, segundo analistas, com as pessoas deixando a força de trabalho.

A desaceleração nas contratações nos EUA podem levar o Fed a manter seu programa de estímulos por mais tempo, o que deve aumentar a demanda pelo ouro. Alguns investidores compram o metal como proteção contra a chance de que políticas acomodatícias impulsionem a inflação.

Além disso, o relatório de emprego enfraqueceu o dólar, o que tornou o metal mais barato para detentores de outras moedas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tópicos: Commodities, Metais, Ouro