São Paulo – As ações da fabricante de câmeras GoPro despencavam 9,5% nesta segunda-feira na bolsa americana Nasdaq.

A forte queda dos papéis é motivada pela informação de que a lesão no cérebro de Michael Schumacher durante o acidente sofrido nos Alpes Franceses foi causada por uma câmera GoPro, que estava no capacete do ex-piloto. As informações são do jornalista francês Jean Lous Moncet, do Canal +.

Em declaração a uma rádio francesa, Moncet afirmou que esteve em contato com a família de Schumacher. Segundo ele, a lesão foi ocasionada pelo posicionamento da câmera.

“A lesão de Michael não foi causada pelo impacto em uma pedra, mas pela câmera GoPro que ele carregava no capacete”, disse a família do ex-piloto ao jornalista.

Schumacher, de 45 anos, bateu com a cabeça quando esquiava com o filho e alguns amigos nos Alpes Franceses em dezembro de 2013.

IPO recente

Em junho, a fabricante da câmera digital para aventureiros mais popular do mundo levantou 427 milhões de dólares em sua oferta inicial pública de ações (IPO, na sigla em inglês). Foi a primeira companhia de eletrônicos a abrir capital desde a Skullcandy em 2011, vendendo 17,8 milhões Classe A em seu IPO, excluindo lotes suplementares.

Atualmente, seu valor de mercado é de 9,8 bilhões de dólares.

Tópicos: Nasdaq, Mercado financeiro, Pilotos de corrida