Aguarde...

Bolsa | 12/09/2012 16:00

Elétricas perdem mais de R$15 bi em valor de mercado

As mais castigadas eram Cteep, Cesp e Cemig. As ações das três empresas derretiam entre 20 e 26 por cento às 15h55

Arquivo

Sede da Cemig

Sede da Cemig: a presidente Dilma Rousseff anunciou que a tarifa de energia paga pelo consumidor cairá, em média, 20,2 por cento no início de 2013

São Paulo - As ações de empresas elétricas voltavam a cair na Bovespa nesta quarta-feira, desta vez com mais intensidade, e as companhias do setor perdiam mais de 15 bilhões de reais em valor de mercado, um dia após o governo anunciar redução das tarifas de energia e antecipar a renovação de concessões do setor.

As mais castigadas eram Cteep, Cesp e Cemig. As ações das três empresas derretiam entre 20 e 26 por cento às 15h55, reduzindo o valor combinado delas em cerca de 9 bilhões de reais.

Na terça-feira, a presidente Dilma Rousseff anunciou que a tarifa de energia paga pelo consumidor cairá, em média, 20,2 por cento no início de 2013. Isso será possível graças à redução ou extinção de encargos sobre a conta de energia e pela renovação antecipada e condicionada de concessões do setor elétrico que venceriam a partir de 2015.

"Essa medida do governo está pressionando bastante o setor. Ainda existe muita indefinição, principalmente com relação à regulamentação das novas concessões. Por isso, o setor está apanhando na bolsa", disse o estrategista da Futura Corretora, Luis Gustavo Pereira.

"O problema é não ter como mensurar ainda o impacto dessas medidas para as empresas", afirmou Pereira, citando que esse cenário gerou insegurança e temor entre investidores.

O índice do setor elétrico na bolsa paulista, o IEE, caía 9,21 por cento, para 28.635 pontos, depois de já ter perdido 3,45 por cento na véspera.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados