Aguarde...

Aviação | 29/03/2012 16:47

Céu continua nublado para ações da GOL, avalia J.P. Morgan

Embora o potencial de retorno esperado esteja em linha com uma recomendação de compra, o banco manteve classificação de “neutro” para os papéis

Getty Images

Nuvens pesadas sobre o mar

As ações da GOL caíram 17,4% apenas em março

São Paulo – O banco J.P. Morgan reduziu o preço alvo estimado para a GOL (GOLL4) de 19 reais para 15,50 reais no final do ano, um potencial de valorização de 23,70%. Embora o potencial de retorno esperado esteja em linha com uma recomendação de compra, em relatório distribuído para clientes, o analista Fernando Abdalla decidiu manter a recomendação de “neutro” para os papéis.

A revisão vem após a divulgação dos resultados do quarto trimestre, no qual a companhia obteve lucro líquido de 54,3 milhões de reais, queda de 58,9% sobre o resultado de 2010, afetado por aumento de custos e despesas e variação cambial.

A Gol vem aumentando seu yield (preço médio pago por passageiro por quilômetro), o que faz com que a demanda pela empresa diminua e afeta os resultados.

“Reforçamos nossa visão de que a demanda vai continuar muito sensível aos aumentos de preço, mas reconhecemos uma perspectiva um pouco mais otimista em relação aos custos, que a companhia luta para reduzir”, afirma o analista no documento.

A GOL anunciou nessa semana que vê a necessidade de reduzir entre 80 e 100 voos diários entre março e abril para diminuir gastos fixos. Também anunciou que deverá dar licença não remunerada para alguns funcionários, além de implementar um plano de demissão voluntária.

As ações da empresa tem hoje novo dia de queda. Há pouco, os papéis perdiam 1,92%.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados