Londres - O Brent se mantinha firme nesta sexta-feira, após dados sobre o setor industrial da China mostrar um fortalecimento e impulsionar as previsões de demanda, enquanto uma persistente crise de petróleo na Líbia segue sustentando temores sobre a oferta.

Às 9h45 (horário de Brasília), o Brent recuava 0,31 dólar, cotado a 108,53 dólares por barril, enquanto os futuros do petróleo norte-americano perdiam 0,17 dólar, a 96,21.

O Brent está caminhando para registrar um ganho de mais de 1 dólar nesta semana em meio a problemas na Líbia e uma piora nas agitações no Iraque.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial da China atingiu a máxima em 18 meses, de 51,4 em outubro, superando a expectativa de 51,2 em pesquisa da Reuters.

A leitura final do PMI do HSBC/Markit subiu para a máxima em sete meses, de 50,9.

Tópicos: Ásia, China, Líbia, África, Energia, Petróleo, Preços