São Paulo - A Bovespa iniciou o mês de março em alta, seguindo o comportamento das commodities, como petróleo e cobre, no exterior, assim como o das bolsas europeias e dos futuros de Nova York.

A alta no preço do minério de ferro também compõe o cenário positivo para os negócios nesta terça-feira, 1º de março. A commodity iniciou março com alta de 3,1% no mercado à vista chinês e foi a US$ 50,4 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index.

Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no porto de Tianjin, na China.

As leituras dos índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) divulgadas mais cedo na China mostram que a economia do país perdeu certo impulso, mas a atividade não deve se enfraquecer muito mais neste ano, na avaliação de Julian Evans-Pritchard, economista da Capital Economics.

Segundo o analista, o Banco do Povo da China (PBoC) deve realizar um relaxamento monetário, o que impulsionará o crescimento do investimento.

Às 11h41, o Ibovespa subia 0,99% aos 43.219,63 pontos. Entre as maiores altas, estavam a Vale ON (+3,05%) e a ON da CSN (+4,23%)

Tópicos: Bolsas de valores, Bovespa, Ibovespa, Mercado financeiro, Energia, Petróleo