São Paulo - A nova fase da operação Lava Jatodeflagrada nesta sexta-feira (4), derrubou o dólar para R$ 3,76 e fez o principal índice da Bolsa brasileira fechar em alta de 4,01%, aos 49.084 pontos.

O Ibovespa chegou a subir até 6% logo na abertura das negociações, ultrapassando os 50.000 pontos, mas reduziu o ganho ao longo do dia. 

O volume financeiro da sessão também foi atípico, em torno de R$ 17 bilhões. O valor ficou bem acima da média diária em 2016, de R$ 5,93 bilhões, segundo dados da BM&FBovespa.

Na semana, o Ibovespa acumulou ganho de 18%, no melhor desempenho semanal do índice desde outubro de 2008. 

A Polícia Federal promoveu nesta sexta-feira busca na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi levado para depor no âmbito da Lava Jato.

Segundo analistas, os investidores entenderam que o enfraquecimento do PT (Partido dos Trabalhadores) diante dos escândalos da Lava Jato pode aumentar a chance de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

As ações das estatais tiveram desempenho expressivo no dia. Os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4) abriram em alta de mais de 20%, mas perderam força e fecharam com ganho de 9,89%, a R$ 7,22 cada um. Já os ordinários subiram 9,33%, para R$ 9,96.

O Banco do Brasil (BBAS3) encerrou o dia com valorização de 9,87%, a R$ 18,25. Durante o pregão, as ações do BB chegaram a subir quase 19%.

As siderúrgicas encabeçaram a lista das maiores altas nesta sexta-feira, puxadas por CSN (CSNA3, +17,7%) e Gerdau (GGBR4, +16,3%). A Usiminas (USIM5) ganhou 8,7%.

Do outro lado da Bolsa, a queda do dólar prejudicou as ações de exportadoras, que lideraram as perdas do Ibovespa no dia. As maiores baixas foram da JBS (JBSS3, -13,4%) e da Embraer (EMBR3, -7,8%).

Tópicos: Ações, Bolsas de valores, Bolsas, Ibovespa, Mercado financeiro, Presidente Lula, Luiz Inácio Lula da Silva, Personalidades, Políticos, Políticos brasileiros, PT, Política no Brasil, Operação Lava Jato, Polícia Federal