São Paulo - O banco Credit Suisse viu com bons olhos a nova oferta apresentada pela BM&FBovespa (BVMF3) para aquisição da central depositária de títulos Cetip (CTIP3), no valor de R$ 41 por ação.

Em relatório enviado a clientes nesta segunda-feira (22), os analistas do Credit Suisse foram categóricos: "nós aceitaríamos". No ano passado, a operadora da Bolsa já havia apresentado uma primeira oferta de compra para a Cetip, de R$ 39 por ação.

Segundo o banco, é preciso considerar, porém, que o preço oferecido pela BM&FBovespa aos papéis da Cetip está acima do valor que tem sido negociada a ação da empresa.

Assim, com o ajuste dessa diferença, a oferta efetiva seria de R$ 40 por papel. Esse valor representaria, de qualquer forma, "um retorno decente aos acionistas" da Cetip, segundo o Credit Suisse.

A equipe do banco elevou a recomendação aos papéis da central depositária de neutra para "outperform" ---desempenho acima da média do mercado---, o equivalente a compra.

Já para a ação da BM&FBovespa, o banco continua com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 10,50. Os analistas disseram que o negócio poderia ajudar a ampliar a eficiência do mercado. 

"Mesmo com a forte performance recente da ação da Cetip" e "os riscos de aumentar a competição entre ambas as empresas no caso de a operação não se materializar (...), nós acreditamos que a Bovespa e a Cetip poderão em breve somar forças", afirmou o banco.

Tópicos: Fusões e aquisições, Aquisições de empresas, Bovespa, Bolsas de valores, BM&FBovespa, Empresas, Serviços financeiros, Empresas abertas, Cetip, Empresas americanas, Credit Suisse, Empresas suíças, Bancos de investimentos, Negociações