Boas pagadoras

São Paulo - O ano de 2015 foi terrível para o mercado acionário, mas não foi tão difícil assim para investidores da BR Properties. Quem decidiu comprar ações da companhia teve um retorno de 21,77% no ano em dividendos e juros sobre capital próprio.

É o que revela um levantamento feito pela consultoria Economatica que mostra as 20 ações com maior dividend yield em 2015, taxa que indica o ganho que o acionista tem com dividendos e juros sobre capital próprio.

O dividend yield é apresentado como um percentual sobre o valor de cada ação. Para o cálculo foi considerado o preço das ações do fim de 2014.

Dentre os 20 papéis, sete são do setor financiero e 12 fazem parte da atual lista do Ibovespa.

O levantamento considera apenas as ações da bolsa com volume financeiro médio diário superior a 5 milhões de reais (100 papéis se encaixaram neste perfil em 2015). 

Navegue pelas fotos a seguir e confira as empresas que foram campeãs em distribuir lucros em 2015. 

Tópicos: Ações, Banco do Brasil, Bancos, Empresas, Empresas brasileiras, Empresas abertas, Banrisul, Barclays, Empresas inglesas, Bancos de investimentos, BR Properties, Imóveis comerciais e shoppings, Bradespar, Holdings, BTG Pactual, CESP, Estatais brasileiras, Energia elétrica, Empresas estatais, Serviços, Cetip, Serviços financeiros, Empresas americanas, CSN, Siderúrgicas, Siderurgia, Siderurgia e metalurgia, Dividendos, Mercado financeiro, Fibria, Papel e celulose, Papel e madeira, Grendene, Roupas, calçados e acessórios, Indusval, Itaú, Multiplus, Serviços diversos, Programas de fidelidade, Porto Seguro, Setor de seguros, Qualicorp, Setor de saúde, Santander, Empresas espanholas, SulAmérica, Taesa, Vivo, 3G, Telecomunicações, Operadoras de celular