Ações

São Paulo - A condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a suposta delação do senador Delcídio Amaral reacenderam discussões sobre um possível impeachment da presidente Dilma Rousseff.

As especulações deram fôlego a ações de grandes companhias na BM&FBovespa, especialmente estatais, bancos e produtores de matérias-primas, que dispararam na semana passada. 

A equipe de análise da Gradual Investimentos listou, em relatório, dez papéis que seriam beneficiados por uma eventual mudança no comando político do país, na visão da corretora. Navegue pelas fotos e descubra quais são eles.

Tópicos: Ações, Banco do Brasil, Bancos, Empresas, Empresas brasileiras, Empresas abertas, Bovespa, Bolsas de valores, BM&FBovespa, Serviços financeiros, Cemig, Estatais brasileiras, Energia elétrica, Empresas estatais, Serviços, Copel, Eletrobras, Holdings, Gradual, Kroton, Setor de educação, Petrobras, Capitalização da Petrobras, Petróleo, gás e combustíveis, Indústria do petróleo, Sabesp, Água, gás e saneamento, Setor de transporte, Triunfo Participações