Nova York - O mercado de ações de países emergentes atraiu US$ 3 bilhões na semana passada, o maior volume desde julho de 2015, de acordo com dados da EMTA apresentados pelo Bank of America/Merrill Lynch.

Considerando-se apenas dívida, houve entrada de US$ 1,4 bilhão no período, a maior desde junho de 2014, mostrou o levantamento.

"Esse pode ser o começo de uma reversão na tendência de fluxo negativo vista entre julho e setembro (de 2015)", disseram Jane Brauer e Sebastian Rondeau, estrategistas do Bank of America/Merrill Lynch. "O Brasil é o principal driver de volatilidade na base mensal", acrescentaram.

O mercado de ouro atraiu US$ 13,4 bilhões nas últimas 11 semanas, marcando o maior fluxo para o ativo desde 2009, segundo os dados do banco. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tópicos: Ações, Países emergentes