Aguarde...

Destaques | 13/07/2012 08:26

10 notícias para lidar com os mercados nesta sexta-feira 13

Petrobras eleva em 6% preço do diesel nas refinarias; PIB da China sobe 7,6% no 2º tri, pior desempenho em seis anos

Bruno Veiga/Divulgação/EXAME

Petrobras

Petrobras eleva em 6% preço do diesel nas refinarias

São Paulo - Aqui está o que você precisa saber:

1 - Petrobras eleva em 6% preço do diesel nas refinarias. A Petrobras reajustará o preço do diesel em 6 por cento nas refinarias a partir da próxima segunda-feira (16), em um movimento para reduzir a defasagem do combustível em relação ao mercado internacional.O aumento do diesel estimado ao consumidor final será de cerca de 4 por cento, afirmou a estatal em comunicado nesta quinta-feira, sem explicar a razão de o percentual nas bombas ser inferior ao das refinarias.

2 - China: PIB sobe 7,6% no 2º tri, pior desempenho em seis anos. O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 7,6% no segundo trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2011. Esta foi a menor taxa de crescimento desde o primeiro trimestre de 2009, o que ressalta as dificuldades enfrentadas pela segunda maior economia do mundo. Os dados, divulgados pelo Escritório Nacional de Estatísticas, representam uma diminuição no ritmo de crescimento em comparação com o PIB de 8,1% do primeiro trimestre, mas vieram em linha com a previsão média de 7,6% de 15 economistas consultados pela Dow Jones.

3 - Moody's reduz rating da Itália e mantém perspectiva negativa.
A agência de classificação de risco Moody''s rebaixou na quinta-feira o rating da dívida do governo da Itália de ''A3'' para ''Baa2'' e manteve a perspectiva negativa do país. ''É mais provável que a Itália tenha um novo aumento significativo dos custos de seu financiamento ou a perda de acesso aos mercados do que quando realizamos nossa qualificação há cinco meses'', explica a agência em comunicado.

4 - TIM cai quase 8% na bolsa após governo ameaçar suspender vendas.
Os papéis da TIM Participações (TIMP3) sofreram no pregão uma forte queda de 7,46%, aos 9,80 reais. A desvalorização veio após Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, levantar a hipótese na quinta-feira de suspender a venda de novos planos de telefonia móvel da TIM caso a operadora não acelere os investimentos em suas redes para melhorar a qualidade do serviço em algumas regiões do país.

5 - Moody’s atribui notas à CPFL Renováveis.
A Moody’s atribuiu notas à CPFL Renováveis, empresa constituída em agosto de 2011. O rating corporativo em moeda local na escala global da companhia é “Ba2”. Já o em escala nacional, é “Aa3”. A perspectiva é estável. “Os ratings corporativos refletem a experiência da empresa na construção e operação de pequenas usinas hidrelétricas, termoelétricas e biomassa”, explicou a agência, em comunicado. Para ela, as notas também mostram o suporte dos acionistas e a diversificação da carteira de fontes de energia. Outro fator que contribuiu para a nota é que os fluxos de caixa devem ser relativamente estáveis, já que a empresa possui “contratos de fornecimento de energia de médio e longo prazo”.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados