Mundial pede autorização para ir ao Novo Mercado

Migração foi aprovada em janeiro e conversão das ações tornou-se efetiva em março

São Paulo – A fabricantes de produtos de consumo de cutelaria e moda Mundial (MNDL3) deu mais um passo para migrar para o Novo Mercado, mais alto nível de governança corporativa da BM&FBovespa. A empresa protocolou ontem na bolsa o pedido de autorização para negociar seus papéis no segmento.

A migração do Nível 1 para o Novo Mercado foi aprovada por acionistas da empresa em janeiro deste ano. Para isso, a empresa teve que converter todas as ações preferenciais em ordinárias, etapa efetivada em março. Na época, apenas quatro acionistas – que totalizam 0,0726% das ações preferenciais e 0,0348 % do capital social da empresa – dissentiram da aprovação da troca de ações.