Moody’s rebaixa ratings do Banco BVA por atraso em balanço

As condições de mercado tornaram-se cada mais desafiadoras para o banco, explica a agência

São Paulo – A Moody’s rebaixou nesta quarta-feira o rating de força financeira de bancos (BFSR) do Banco BVA de E+ para E, segundo comunicado enviado ao mercado. A perspectiva da nota permanece como estável.

Além da nota BFSR, a agência de classificação de risco também rebaixou seus ratings de depósito de longo prazo em escala global de B2 para Caa1, e as notas de depósito na escala nacional brasileira para Caa1.br e BR-4, de longo e curto prazos, respectivamente. Todos os ratings de depósito e de dívida foram colocados em revisão para rebaixamento.

Segundo informou, o rebaixamento do banco incorpora a incerteza sobre seu desempenho financeiro dado o atraso da publicação dos relatórios financeiros semestrais. Os últimos relatórios financeiros publicados para o ano fiscal de 2011 reportaram um enfraquecimento da qualidade dos resultados, também afetados pelos altos custos operacionais e de crédito.

A Moody’s observa que as condições de mercado tornaram-se cada vez mais desafiadoras para o banco, visto que a inadimplência permaneceu elevada. De acordo com a agência, a revisão para rebaixamento será focada na análise dos próximos relatórios financeiros.

O Banco BVA, sediado em São Paulo, fechou o ano de 2011 com ativos totais de aproximadamente 6,74 bilhões de reais e patrimônio líquido de 747 milhões de reais. Sua última ação de rating ocorreu em maio de 2011, quando a Moody’s afirmou todas notas.