LinkedIn dispara na estreia na Bolsa de Nova York após IPO

Ações da empresa subiram mais de 100% no seu primeiro dia na bolsa; situação lembra bolha da internet, dizem analistas

Nova York e San Francisco – A ação do LinkedIn Corp., maior website mundial de relacionamento profissional, mais que dobrou de valor no primeiro dia de negócios na Bolsa de Nova York após sua abertura de capital.

A ação fechou a US$ 94,25, depois de cada papel ter chegado ao mercado a US$ 45. Mais cedo, as ações chegaram a atingir US$ 122,70. A empresa com sede em Mountain View, Califórnia, vendeu 7,84 milhões de ações, levantando um total de US$ 352,8 milhões na abertura de capital.

A US$ 100 por ação, o LinkedIn vale cerca de US$ 9,45 bilhões, ou 25 vezes a receita estimada para 2011, caso o faturamento do primeiro trimestre se mantenha estável nos próximos três trimestres. O Facebook, maior website de relacionamentos do mundo, seria avaliado em US$ 100 bilhões, usando o mesmo múltiplo.

O desempenho do LinkedIn relembra algumas das ações que mais fizeram sucesso na época da chamada bolha da Internet. O Yahoo! Inc. subiu 154 por cento na estreia na bolsa em 1996, um dia depois de a Netscape Communications Corp. mais que dobrar de valor no primeiro dia de negócios na bolsa.

“Há um apetite tremendo de investidores por ações de empresas de mídia social, particularmente os preferenciais, como o LinkedIn”, disse Lou Kerner, diretor da Wedbush Securities Inc. em Nova York.

Nas duas aberturas de capital de Internet mais esperadas dos últimos anos, o Google Inc. subiu 19 por cento na estreia em 2004 e a VMWare Inc. deu um salto de 76 por cento no primeiro dia na bolsa em 2007. O EBay Inc. teve um ganho de 163 por cento quando começou a ser negociado em 1998.

“Os múltiplos do LinkedIn estão exagerados”, disse Michael Moe, diretor de investimentos da GSV Capital Management em Woodside, na California, em entrevista ontem. “Para merecer esse múltiplo, ele tem que continuar a crescer muito, muito rápido.”