Dólar R$ 3,18 0,40%
Euro R$ 3,72 0,07%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 2,01% 70.011 pts
Pontos 70.011
Variação 2,01%
Maior Alta 8,58% CMIG4
Maior Baixa -1,11% MRFG3
Última atualização 22/08/2017 - 17:20 FONTE

Bolsa sobe com cena externa favorável, em dia sem EUA

Ibovespa operava em alta, acompanhando otimismo dos mercados externos, em dia de feriado nos Estados Unidos

São Paulo – O principal índice da Bovespa avançava nesta segunda-feira, beneficiado pelo cenário externo favorável, embora sem o referencial de Wall Street em razão de feriado nos Estados Unidos, que deve afetar a liquidez do pregão brasileiro.

Às 11:04, o Ibovespa subia 0,39 por cento, a 59.851,67 pontos. O volume financeiro somava 720,4 milhões de reais.

No exterior, a percepção de uma possibilidade menor de alta iminente dos juros norte-americanos e dados melhores sobre o setor de serviços da China davam suporte a ativos de risco, como é o caso das ações brasileiras.

Do Brasil, desdobramentos no campo político, particularmente sobre o posicionamento da base aliada, seguem no radar, com o mercado na expectativa de medidas efetivas visando a retomada do crescimento e o controle das contas públicas.

Destaques

– PETROBRAS PN subia 1,8 por cento e PETROBRAS ON avançava 2 por cento, na esteira do avanço dos preços do petróleo . Também repercutia informação da coluna Radar da revista Veja no fim de semana de que a estatal acertou a venda de sua malha de gasodutos na região Sudeste por 5,2 bilhões de dólares.

– VALE PNA cedia 1,5 por cento e VALE ON caía 1 por cento, afetadas pelo declínio do preço do minério de ferro à vista na China. Também de pano de fundo, o UBS cortou para “venda” a recomendação para as ações e a coluna Radar da revista Veja informou que há um investidor internacional bastante interessado na aquisição na companhia de fertilizantes da mineradora, a Fosfértil.

– EMBRAER ON avançava 2 por cento, encontrando suporte na valorização do dólar ante o real e expectativas de negócios com a China após a viagem do presidente Michel Temer ao país. Na semana passada, a fabricante de aviões anunciou nesta sexta-feira acordos para venda de quatro jatos para a chinesa Colorful Guizhou Airlines.

– JBS ON caía 4,2 por cento, maior declínio do Ibovespa, após a Polícia Federal deflagrar nesta segunda-feira operação para investigar suspeita de fraude em fundos de pensão de estatais, que incluiu condução coercitiva de Wesley Batista, presidente-executivo da companhia. A J&F, holding controladora da JBS, informou que a operação da PF não envolve a processadora de carne.

– CCR ON caía 0,22 por cento, tendo no radar reportagem do jornal Valor Econômico de que Camargo Corrêa colocou à venda sua construtora. A empresa teria sondado interesse da chinesa CCCC (China Communication Construction Company) no ativo. A Camargo tem participação de 17 por cento na CCR.

– OI ON, que não está no Ibovespa, subia 8,3 por cento e OI PN avançava 15,6 por cento, diante da expectativa de anúncio do plano de recuperação judicial nesta segunda-feira. A operadora de telecomunicações também informou na sexta-feira que a 7a Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro suspendeu as assembleias gerais extraordinárias de acionistas, marcadas para a próxima quinta-feira.

*Atualizada às 11h14