Ibovespa segue Nova York e recua 0,47%

A piora das projeções sobre a economia brasileira no relatório Focus e os dados fracos divulgados pela Anfavea também pesaram sobre a bolsa

São Paulo – Em um início de semana marcado pela baixa liquidez, a Bovespa pegou carona nesta segunda-feira, 7, no viés negativo vindo de Nova York, onde os investidores realizaram lucros após os ganhos mais recentes.

A piora das projeções sobre a economia brasileira no relatório Focus e os dados fracos divulgados pela Anfavea também pesaram sobre a bolsa, mas a melhora do setor siderúrgico durante a tarde suavizou o movimento.

Ainda assim, o índice Bovespa terminou em baixa de 0,47%, aos 53.801,83 pontos.

Na mínima, registrou 53.376 pontos (-1,26%) e, na máxima, 54.042 pontos (-0,03%). No mês, acumula ganho de 1,19% e, no ano, de 4,46%. O giro financeiro totalizou R$ 3,893 bilhões.

O ambiente foi de poucos negócios, antes da sessão reduzida de amanhã, em função do jogo do Brasil na Copa do Mundo, e do feriado de quarta-feira em São Paulo.

O Dow Jones terminou o dia em queda de 0,26%, aos 17.024,21 pontos, S&P caiu 0,39%, aos 1.977,65 pontos, e o Nasdaq teve retração de 0,77%, aos 4.451,53 pontos.

Entre as blue chips, Petrobras e Vale contribuíram para o recuo do índice à vista.

Petrobras ON cedeu 1,35% e Petrobras PN teve baixa de 1,26%. Vale passou por realização de lucros, após cinco sessões de ganhos. O papel ON teve baixa de 1,35% e o PNA cedeu 0,72%.

O recuo do Ibovespa, porém, foi mesmo amenizado pela melhora das siderúrgicas.

Os dados fracos do setor automotivo penalizam os papéis, mas na visão do mercado podem criar a expectativa de que virão mais estímulos além da prorrogação de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido para o setor, anunciado no final de junho e com validade até dezembro deste ano.

De acordo com a Anfavea, a produção de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no mercado brasileiro caiu 23,3% em junho na comparação com maio e recuou de 33,3% ante junho de 2013.

No semestre, a produção acumula retração de 16,8%. Já o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central apontou nova redução da perspectiva de crescimento do País, de 1,10% para 1,07% em 2014.

CSN ON subiu 3,17%. Gerdau PN avançou 1,16%, Metalúrgica Gerdau PN, 1,56%, e Usiminas PNA, 0,12%.