Ibovespa opera em baixa, em linha com bolsas externas

Índice seguia comportamento negativo das bolsas dos Estados Unidos e na Europa nesta segunda-feira

São Paulo – O principal índice da Bovespa mantinha o comportamento de baixa nesta segunda-feira, seguindo o comportamento negativo das bolsas dos Estados Unidos e na Europa, e registrando uma correção após a alta acumulada na semana passada em um dia de poucos indicadores.

Às 14h37, o Ibovespa caía 0,62 por cento, a 53.721 pontos.

O Índice era pressionado pela queda das blue chips Vale e Petrobras.

No sábado, a estatal divulgou comunicado afirmando que a possível interrupção de contratos em vigor com a SBM Offshore poderia ter impacto de 15 bilhões de dólares no lucro líquido no período de 2014 a 2018, embora tenha ressaltado que a avaliação havia sido feita em exercício hipotético. Também pesavam as ações da Ambev e do Bradesco .

Na outra ponta, os papéis do Itaú Unibanco e da Itaúsa exerciam as maiores influências positivas e ajudavam a impedir uma queda maior do Ibovespa.

“O mercado está com agenda vazia hoje, sem grandes novidades recentes. Parece um movimento de correção”, disse o analista de renda variável João Pedro Bruggerde, da Leme Investimentos. “Lá fora (as bolsas) estão mais paradas. Deve ser um dia mais morno hoje.” Na semana passada, o Ibovespa acumulou alta de 1,7 por cento, quando foi influenciado por dados fortes de emprego nos EUA.