Ibovespa abre em baixa na contramão de bolsas da Europa

A Bovespa confirmou a sinalização dada pelo Ibovespa futuro, de queda na abertura

São Paulo – A Bovespa confirmou a sinalização dada pelo Ibovespa futuro, de queda na abertura, e na contramão das principais bolsas na Europa e dos índices futuros em Nova York.

Internamente, os ganhos acumulados nos três pregões abriram espaço para uma realização de lucros, enquanto, nos mercados internacionais, a injeção de liquidez anunciada ontem pelo Banco Central Europeu (BCE) ainda mantém o apetite ao risco entre os investidores.

Às 10h24, o Ibovespa caía 0,26%, aos 49.316,44 pontos. Entre as maiores quedas, estavam os papéis da Vale, que tiveram sua recomendação rebaixada para neutro, de compra, pelo Goldman Sachs. No horário mencionado, a ação PNA cedia 2,27% e a ON, -2,19%.

Petrobras, por sua vez, tinha altas de 0,51% e 0,39% nas ações ON e PN no horário mencionado, depois de abrir em baixa.

O Conselho de Administração da estatal reúne-se extraordinariamente hoje e pode deliberar sobre a aprovação do balanço financeiro do terceiro trimestre de 2014, adiado por duas vezes em função das investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que apura irregularidades na companhia. 

Os conselheiros foram convocados de última hora, na tarde de ontem, pela Secretaria Geral da estatal. O encontro tinha início previsto para as 11 horas.

Em Wall Street, o futuro do Dow Jones subia 0,19% e o do S&P 500 ganhava 0,15%. Na Europa, a Bolsa de Paris avançava 2,29% e a de Frankfurt ganhava 2,06%.