Em Tóquio, ações da Toshiba despencam após rebaixamento

Na quarta-feira, a Moody's tornou-se a segunda agência a rebaixar a classificação da Toshiba, empurrando-a mais para a classificação "junk"

Tóquio – As ações da Toshiba chegaram a cair mais de 20 por cento nesta quinta-feira, registrando o terceiro pregão de perdas acentuadas após o conglomerado japonês alertar no começo da semana que pode ter de arcar com uma baixa contábil de bilhões de dólares.

No começo da semana, a Toshiba disse que os custos excedentes relacionados à aquisição de uma instalação de energia nuclear nos Estados Unidos, recentemente adquirida da Chicago Bridge & Iron (CB&I), significavam que a empresa poderia ter de arcar com “vários bilhões de dólares” em custos, reconhecendo um pagamento exagerado.

As agências de classificação foram rápidas em reagir. No final da quarta-feira, a Moody’s tornou-se a segunda agência a rebaixar a classificação da Toshiba, empurrando-a mais para a classificação “junk”, ou território sem grau de investimento, com rating Caa1, ante B3.

“Embora a Toshiba ainda avalie o valor exato da perda pela baixa contábil, suas métricas financeiras provavelmente se deteriorarão ainda mais, resultando potencialmente em uma posição negativa de capital”, disse Masako Kuwahara, analista da Moody’s para a Toshiba.

Desde o alerta de terça-feira, a queda das ações da Toshiba fez com que a empresa perdesse 6,5 bilhões de dólares em valor de mercado.

No fechamento, os papéis da empresa mostraram recuo de 16,98 por cento, 258,7 ienes.