Dow Jones fecha em alta de 0,26%

Nova York – O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou nesta segunda-feira em alta de 0,26%, em dia marcado pelo início da temporada de divulgação de resultados empresariais nos EUA.

Segundo resultados provisórios, esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, somou 36,62 pontos, para 12.392,54. Já o índice seletivo S&P 500 avançou 0,23%, e o indicador da bolsa eletrônica, a Nasdaq, avançou 0,09%.

Após um início sem rumo claro, Wall Street se decidiu pelo terreno positivo por volta do meio do pregão e se manteve assim até o final, com atenção no começo da temporada de difusão de resultados empresariais nos Estados Unidos.

O fabricante de alumínio Alcoa, a primeira companhia que apresentou suas contas no fechamento dos mercados, anunciou que perdeu no quarto trimestre do ano US$ 191 milhões e fechou 2011 com um lucro de US$ 611 milhões.

As ações da empresa, uma das 30 componentes do Dow Jones, terminaram o dia com um sólido avanço de 2,89% na Bolsa de Nova York, onde seus títulos retrocediam 0,05% nas operações eletrônicas posteriores ao fim da sessão.

A Alcoa liderou o lucro no Dow Jones, onde fecharam com altas dois terços de seus componentes: Bank of America (1,46%), o fabricante de maquinaria pesada Caterpillar (1,4%), a farmacêutica Pfizer (1,16%), o conglomerado General Electric (1,13%) e a companhia petrolífera Chevron (1,09%), entre outros.

Por outro lado, lideraram as perdas a tecnológica Microsoft (-1,3%), a cadeia de fast-food McDonald’s (-0,95%), a empresa informática IBM (-0,52%) e o gigante de entretenimento Walt Disney (-0,4%), entre outros.

No mercado Nasdaq, o gigante tecnológico Apple caiu 0,11% apesar de conseguir nesta segunda-feira um novo recorde histórico no preço de suas ações, que chegaram a custar US$ 427,75.

Nesse índice, se destacou a contundente alta de 140,12% da Inhibitex, firma especializada na fabricação de remédios contra a hepatite C, após acordar sua venda à farmacêutica Bristol Myers Squibb (-0,91%) por US$ 2,5 bilhões.

Em outros mercados, o preço do petróleo caiu 0,24%, para US$ 101,31 por barril, o ouro subiu a US$ 1.608,1 a onça, a moeda americana se desvalorizou frente ao euro (que era cotado a US$ 1,2766), e a rentabilidade da dívida pública americana a 10 anos caía para 1,96%.