Dow Jones fecha à beira dos 20 mil pontos com novo recorde

Este foi o 17º recorde estabelecido pelo Dow Jones desde as eleições presidenciais de 8 de novembro, um período que gerou fortes avanços na Bolsa

Nova York – O índice Dow Jones Industrial fechou nesta terça-feira muito próximo de alcançar pela primeira vez a barreira dos 20 mil pontos, mas mesmo sem atingi-la registrou um novo recorde, assim como o Nasdaq Composite.

O principal indicador da Bolsa de Nova York subiu 0,46%, para 19.974,62 pontos, e o índice composto da bolsa eletrônica teve valorização de 0,49% e fechou aos 5.483,94, também sua melhor marca.

Já o seletivo S&P 500 avançou 0,36%, para 2.270,76 pontos.

Este foi o 17º recorde estabelecido pelo Dow Jones desde as eleições presidenciais de 8 de novembro, um período que gerou fortes avanços na Bolsa de Valores e uma contínua rotação nas posições dos operadores.

O pregão foi marcado por um baixo volume de operações e grandes avanços em títulos de peso no setor financeiro, como os do Goldman Sachs.

Embora na segunda-feira tenham havido preocupações sobre o risco de aumento das tensões internacionais por causa dos atentados de Berlim e Ancara, Wall Street pareceu virar a página hoje sobre estes problemas.

Todos os setores fecharam com números positivos no Dow Jones, e as principais altas foram das ações de Nike (1,85%), Caterpillar (1,76%), Goldman Sachs (1,68%) e JPMorgan Chase (1,29%).

As quedas mais acentuaadas foram dos papéis de Merck (-1,05%), Cisco (-0,62%) e Johnson & Johnson (-0,31%).

No momento do fechamento dos mercados, a onça do ouro caía para US$ 1.133,40, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 2,562%.