Dólar R$ 3,28 0,59%
Euro R$ 3,68 0,15%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,28% 62.461 pts
Pontos 62.461
Variação 1,28%
Maior Alta 4,00% LREN3
Maior Baixa -2,84% JBSS3
Última atualização 23/05/2017 - 13:32 FONTE

Dólar cai ante real, pelo 5º dia seguido, com baixa negociação

Às 10:06, o dólar recuava 0,68 por cento, a 3,2767 reais na venda, após acumular perdas de 2,69 por cento nos quatro pregões anteriores

São Paulo – O dólar operava em baixa ante o real nesta sexta-feira, mantendo o ritmo das últimas quatro sessões, influenciado pelo fluxo de ingresso de recursos em novo dia de volume baixo de negociação com a proximidade do Natal.

Às 10:06, o dólar recuava 0,68 por cento, a 3,2767 reais na venda, após acumular perdas de 2,69 por cento nos quatro pregões anteriores. O dólar futuro cedia 0,26 por cento nesta manhã.

Na mínima do dia, a moeda norte-americana foi a 3,2734 reais –menor valor intradia desde o dia 10 de novembro (3,2095 reais)– e, na máxima, a 3,2935 reais.

“O real descolou das demais moedas emergentes com fluxo de entrada de recursos e redução da posição comprada de investidores estrangeiros”, comentou o sócio-diretor da gestora Jive Asset Management, Leonardo Monoli.

Nesta manhã, o dólar era negociado praticamente estável diante de moedas de alguns países emergentes, como o peso mexicano, o rand sul-africano e a lira turca.

A melhora do clima nessa reta final do ano também contribuía para a trajetória de baixa do dólar ante o real.

“O governo está tentando implementar uma agenda positiva com as medidas dos últimos dias e há perspectiva de recuo da inflação, corte dos juros e economia querendo pegar tração”, resumiu o operador da Advanced Corretora, Alessandro Faganello.

Na véspera, o governo do presidente Michel Temer anunciou proposta de minirreforma trabalhista com 12 pontos da Convenção Coletiva de Trabalho (CLT) que poderão passar a ser negociados, incluindo jornada de trabalho, e permitiu que os trabalhadores saquem recursos integrais de contas inativas do FGTS.

O Banco Central não anunciou intervenções no mercado de câmbio, pelo menos por enquanto. Ele atuou a última vez no dia 13 de dezembro, por meio de leilão de linha –venda de dólares com compromisso de recompra.