Dólar R$ 3,15 -0,84%
Euro R$ 3,70 -0,15%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa -0,22% 68.444 pts
Pontos 68.444
Variação -0,22%
Maior Alta 4,27% SUZB5
Maior Baixa -1,13% KROT3
Última atualização 17/08/2017 - 10:12 FONTE

Cyrela decepciona mercado, mas queda das ações abre oportunidade

Para o banco Barclays, forte baixa dos papéis cria espaço para a entrada em uma das melhores empresas do setor imobiliário na bolsa brasileira

São Paulo – A semana não começou nada bem para as ações da Cyrela (CYRE3). Os papéis chegaram a cair 6,3% nesta segunda-feira, cotados a 15,17 reais. No ano, a desvalorização já chega a 30%. O movimento, segundo analistas, é reflexo da redução das estimativas de lançamentos e de vendas da companhia para este ano e o próximo, anunciada na última sexta-feira (11).

A empresa, que é uma das maiores do Brasil em incorporação de imóveis residenciais, informou que prevê agora lançamentos de 7,6 bilhões a 8,5 bilhões de reais em 2011, contra projeção anterior de 8,3 bilhões a 9,1 bilhões de reais. O ponto médio da nova meta, de 8,05 bilhões de reais, é 7,5% inferior ao da traçada originalmente. A Cyrela não explicou os motivos que a levaram a cortar as metas no fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Para o Barclays Capital, as ações devem refletir negativamente esta notícia nos próximos pregões, já que esta é a primeira vez que a empresa deixa de cumprir seu guidance (desconsiderando o período de crise em 2008). Porém, os analistas Guilherme Vilazante e Vinicius Mastrorosa acreditam que o desempenho negativo é uma oportunidade para o investidor acumular posição nos papéis de uma empresa considerada “premium”.

Vilazante e Mastrosa afirmam que o impacto da revisão do guidance nas estimativas para a companhia não deve ser tão intenso. “Nós já estimávamos lançamentos de 7,5 bilhões de reais para 2012, valor que estava abaixo do guidance anterior da companhia e que agora se situa no ponto médio da atual previsão”, avaliam.

“Os investidores poderão adotar o comportamento de esperar para ver os números nos próximos trimestres; fato que deve limitar o desempenho das ações”. Para o Barclays, essa é uma oportunidade única para comprar as ações. Os analistas citam ainda que a Cyrela tem posição de liderança no mercado brasileiro, um bom histórico e um alto retorno sobre os investimentos.

Desde outubro passado, a Cyrela apresenta um desempenho inferior ao de seus pares de mais de 17%. O Barclays tem recomendação de alocação em linha com a média de mercado (equal weight) para as ações da Cyrela, com preço-alvo (dez/11) de 27 reais.