Cruzeiro não consegue aprovação mínima de 90% aos bônus

Banco não conseguiu obter a aprovação mínima dos investidores para a oferta de compra de títulos avaliada em US$ 1,6 bilhão

São Paulo – O Banco Cruzeiro do Sul SA, que está sob administração do Fundo Garantidor de Créditos, não conseguiu obter a aprovação mínima de 90 por cento dos investidores para a oferta de compra de títulos avaliada em US$ 1,6 bilhão, segundo uma pessoa com conhecimento direto do assunto.

O primeiro prazo para a aceitação terminou ontem.

O banco está confiante que conseguirá a taxa de aprovação necessária até 12 de setembro, data final que os detentores de títulos têm para vender os papéis, disse a pessoa, que pediu para não ser identificada porque o anúncio ainda não é público. Os investidores que aceitaram a proposta até ontem receberão um prêmio de 5 pontos percentuais se a oferta for concretizada.