China aprova normas para limitar volatilidade das bolsas

As sessões serão suspensas durante 15 minutos se o índice CSI300, que agrupa as principais 300 empresas, flutuar 5%

As sessões nas bolsas chinesas de Xangai e Shenzhen ficarão temporariamente suspensas a partir de janeiro se o mercado cair ou subir 5%, anunciaram as autoridades de regulação para limitar a enorme volatilidade dos mercados na China.

As sessões serão suspensas durante 15 minutos se o índice CSI300 —que agrupa as principais 300 empresas— flutuar 5%, segundo os comunicados publicados pelos operadores.

Em caso de mudança muito rápida, se o índice CSI300 —integrado por petroleiros e bancários— subir ou descer 7% os intercâmbios ficarão suspensos para o resto da sessão para evitar “riscos sistêmicos”, ou seja, riscos de pânico.

Até agora, as ações individuais podem flutuar 10% no máximo.

Essas medidas serão adotadas para evitar a extrema volatilidade que foi observada nos últimos meses na bolsa de Xangai, que despencou mais 30% em algumas semanas em junho.