Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,67 0,13%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,05% 63.227 pts
Pontos 63.227
Variação -0,05%
Maior Alta 22,54% JBSS3
Maior Baixa -4,09% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 17:21 FONTE

Bovespa tem leve alta em sessão com vencimento de opções

O cenário internacional indicava cautela, com as bolsas europeias em baixa e Wall Street sinalizando uma abertura no vermelho

São Paulo – O principal índice da Bovespa mostrava leve alta na manhã desta segunda-feira, com as ações da Embraer entre os maiores ganhos e em sessão marcada pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações na primeira etapa dos negócios.

Às 11:27, o Ibovespa subia 0,05 por cento, a 61.797,09 pontos. O giro financeiro era de 2,52 bilhões de reais.

O cenário internacional indicava cautela, com as bolsas europeias em baixa e Wall Street sinalizando uma abertura no vermelho, onde investidores adotavam cautela em meio a preocupações com a saúde da economia norte-americana e à espera da divulgação de balanços corporativos.

“Internamente, a Bovespa pode tentar seguir em alta, mas comportamento externo limita atuação”, escreveu o economista-chefe da Home Broker Modalmais, Alvaro Bandeira.

As atenções no front local se voltam ainda para a reunião de política monetária do Banco Central que define o rumo da Selic na quarta-feira.

O relatório Focus do BC mostrou que economistas de instituições financeiras veem corte de 0,25 ponto percentual neste encontro, enquanto passaram a ver corte maior em novembro, encerrando o ano em 13,50 por cento.

A semana também começa com vencimento dos contratos de opções sobre ações na bolsa brasileira, que costuma adicionar alguma volatilidade, uma vez que tende a ter entre as séries mais líquidas papéis com peso relevante no Ibovespa. Além disso, este é o primeiro pregão ampliado em uma hora devido ao horário de verão.

Destaques

– EMBRAER avançava 2,44 por cento, mantendo o bom humor do pregão de sexta-feira após a empresa divulgar aumento na entrega de aeronaves no terceiro trimestre.

– VALE PNA mostrava estabilidade e VALE ON tinha oscilação positiva de 0,06 por cento, buscando apoio na alta do preço do minério de ferro para entrega imediata no porto de Tianjin <.IO62-CNI=SI>, na China.

– PETROBRAS PN e ON subiam 0,2 por cento cada após alta da produção da companhia em setembro, que atingiu recorde no Brasil. Além disso, investidores repercutiam notícia de avanço nas negociações para venda da Liquigás à ULTRAPAR, cujas ações subiam 1 por cento.

– CYRELA BRAZIL REALTY caía 1,8 por cento após a empresa divulgar queda de 26 por cento nos lançamentos do terceiro trimestre na base anual, para 452 milhões de reais, enquanto as vendas líquidas contratadas recuaram 43 por cento, para 573 milhões de reais.

– QUALICORP caía 3,3 por cento, a maior queda do Ibovespa. No radar dos investidores estava a preocupação com a saúde financeira da Unimed Rio e seus impactos na carteira de beneficiados administrada pela Qualicorp. Segundo operadores, será realizada nesta segunda-feira mais uma reunião na busca por soluções para a crise na operadora.

– GOL, que não faz parte do Ibovespa, recuava 0,4 por cento, devolvendo os ganhos vistos mais cedo, após a empresa divulgar a primeira alta anual na demanda por voos domésticos em mais de um ano em setembro.

*Atualizado às 11h38