Dólar R$ 3,14 -1,22%
Euro R$ 3,71 0,05%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 0,67% 70.478 pts
Pontos 70.478
Variação 0,67%
Maior Alta 7,42% GOAU4
Maior Baixa -1,99% SMLE3
Última atualização 23/08/2017 - 17:21 FONTE

Bolsas nos EUA fecham em queda por tensão com Coreia do Norte

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,93%, a 21.844 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 1,45%, a 2.438 pontos e o Nasdaq caiu 2,13%, a 6.216 pontos

Nova York – O índice S&P 500 teve sua maior queda diária em quase três meses nesta quinta-feira, com investidores se desfazendo de ativos de risco, em meio à crescente e agressiva troca de ameaças entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,93 por cento, a 21.844 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 1,45 por cento, para encerrar a sessão a 2.438 pontos e o índice de tecnologia Nasdaq caiu 2,13 por cento, a 6.216 pontos.

As ações dos Estados Unidos acentuaram suas perdas no fim da sessão após o presidente Donald Trump dizer que as advertências que fez mais cedo à Coreia do Norte podem não ter sido duras o suficiente. Ele também disse que a nação com capacidade nuclear deveria ficar “muito, muito nervosa” até mesmo ao pensar ematacar os EUA ou seus aliados.

Trump estava respondendo à alegação da Coreia do Norte de que estava concluindo planos para disparar quatro mísseis de alcance intermediário por cima do Japão para cair perto do território norte-americano de Guam, no oceano Pacífico.

Investidores estão tensos com a situação com a Coreia de Norte desde terça-feira, quando Trump disse que qualquer ameaça de Pyongyang seria combatida com “fogo e fúria como o mundo nunca viu”.

A última vez que o S&P fechou em queda de mais de 1 por cento foi em 17 de maio, quando caiu 1,8 por cento. O índice agora caminha para sua maior queda semanal desde a semana que antecedeu as eleições presidenciais de 8 de novembro.

O setor de tecnologia foi o maior responsável pela queda do S&P, ao recuar 2,2 por cento. O setor registra o melhor desempenho do ano do S&P e por isso está particularmente vulnerável a um declínio do mercado.

“Uma vez que essas ações são as que mais se destacaram, elas tendem a ter a maior volatilidade para cima e para baixo”, disse Chris Bertelsen, diretor de investimentos da Aviance Capital Management em Sarasota, Flórida.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s