Dólar R$ 3,15 -0,84%
Euro R$ 3,71 0,10%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 0,35% 68.594 pts
Pontos 68.594
Variação 0,35%
Maior Alta 5,14% FIBR3
Maior Baixa -2,23% MRVE3
Última atualização 16/08/2017 - 17:20 FONTE

Bolsas no Brasil e nos EUA caem com realização e preocupação por Europa

São Paulo – A Bovespa operava em baixa nesta quarta-feira, após três pregões consecutivos de alta, em um dia de realização de lucros e com a volta de preocupações com a situação econômica na Europa. Às 12h45, o Ibovespa perdia 0,57 por cento, a 58.928 pontos. O giro financeiro era de 1,27 bilhão de reais. Nos mercados externos o comportamento também era de baixa.

Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones recuava 0,14 por cento, enquanto na Europa o FTSEurofirst caía 0,49 por cento. “O ânimo visto na véspera nos mercados não continua na manhã desta quarta-feira, com as principais bolsas na Europa operando em tom de cautela e, em sua maioria, no terreno negativo”, afirmaram os estrategistas Rodrigo Correa e Cida Souza, do Itaú BBA, em relatório. “Na Europa os indicadores divulgados hoje continuaram mostrando preocupação com a economia da região”, completaram.

O índice Markit que mede a atividade dos setores de serviços e manufatureiro da zona do euro subiu para 48,3 em dezembro, contra leitura preliminar de 47,9 no mês e resultado de 47,0 em novembro. Ainda assim, o índice ficou abaixo de 50 pelo quarto mês seguido, apontando contração.

No Ibovespa, as ações dos setores de petróleo e mineração eram as que mais contribuíam para o comportamento de baixa. A preferencial da Petrobras perdia 1,29 por cento, a 22,12 reais, enquanto a da Vale recuava 0,69 por cento, para 40,19 reais. A petrolífera OGX e a mineradora MMX, ambas do grupo EBX, do empresário Eike Batista, também registravam quedas, de 1,65 e de 2,25 por cento. Na outra ponta, JBS registrava a maior alta, de 2,76 por cento, a 5,95 reias, apesar do foco de febre aftosa no vizinho Paraguai. Na próxima semana, uma missão brasileira seguirá para o país para verificar os controles sanitários e condições de processamento da carnes exportadas ao Brasil.

Também em alta estava a ação da TAM, com ganho de 1,14 por cento, a 36,41 reais. Na terça-feira, a empresa aérea informou que seus acionistas aprovaram por unanimidade o valor de relação de troca de ações com a LAN . Fora do índice, destaque para ação da HRT, que perdia 9,90 por cento, a 455,02 reais, dando continuidade ao movimento de terça-feira, quando caiu 12,9 por cento. Na ocasião, a empresa anunciou estimativas positivas de produção de gás, mas dados fracos em potencial de óleo em uma de suas descobertas na Amazônia.