Bolsas em NY fecham em sentidos divergentes

Neste pregão, o S&P 500 baixou 0,55%, para 2.051,82 pontos, e o Dow Jones teve queda de 0,79%, para 17.672,60 pontos

Nova York – As bolsas americanas encerraram o pregão desta sexta-feira, 23, em sentidos opostos, após quatro sessões de ganhos que levaram o índice S&P 500 ao maior patamar do ano.

Neste pregão, o S&P 500 baixou 0,55%, para 2.051,82 pontos, e o Dow Jones teve queda de 0,79%, para 17.672,60 pontos.

Na mão contrária, o índice Nasdaq subiu 0,16%, para 4.757,88 pontos, no maior fechamento do ano.

O movimento de queda se deu no dia seguinte ao anúncio do relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) pelo Banco Central Europeu (BCE), que envolverá mais de 1,1 trilhão de euros com as compras mensais de 60 bilhões de euros em títulos públicos e privados.

“Geralmente, no dia seguinte a decisões de política monetária, seja do BCE ou do Fed (banco central norte-americano), há um pequeno ajuste”, diz Seth Setrakian, da First New York Securities.

“Depois da euforia, há uma pequena ressaca no dia seguinte”, complementou.

Analistas ainda afirmam que os investidores estão preferindo manter cautela antes da eleição presidencial que acontece na Grécia neste domingo.

Há o receio de que o resultado gere instabilidade política na zona do euro.

Na bolsa eletrônica Nasdaq, entretanto, os ânimos continuaram aflorados.

Com a alta de hoje, o índice Nasdaq acumulou elevação de 2,66% na semana. O S&P 500 avançou 1,60% e o Dow Jones subiu 0,92% nesta semana.

Fonte: Dow Jones Newswires.