Bolsas dos EUA fecham em queda com realização de lucros

Investidores realizaram lucros após os recordes atingidos na semana passada

Nova York – As bolsas de Nova York fecharam em queda nesta segunda-feira, 07, com os investidores realizando lucros após os recordes atingidos na semana passada.

O índice Dow Jones caiu 44,05 pontos, ou 0,26%, para 17.024,21 pontos, depois de operar brevemente abaixo de 17.000 pontos logo após a abertura.

O Nasdaq recuou 34,40 pontos, ou 0,77%, para 4.451,53 pontos. O S&P 500 declinou 7,79 pontos, ou 0,39%, para 1.977,65 pontos.

O recuo ocorreu depois do avanço nas ações observado na semana passada em reação a dados fortes sobre o mercado de trabalho dos EUA.

Segundo operadores, o volume de negócios hoje foi baixo e muitos agentes do mercado estão apreensivos, esperando o início da temporada de balanços, que começa amanhã com a divulgação dos resultados do segundo trimestre da Alcoa.

Alguns investidores dizem que a divulgação dos resultados das empresas irá fornecer um teste para os mercados após eles terem renovado os seus níveis recordes.

“O que levou este mercado até os 1.500-2.000 pontos no caso do índice S&P 500 foi que os investidores decidiram que talvez os EUA já tenham entrado em uma taxa de crescimento mais sustentável”, disse Jim Paulsen, estrategista-chefe de investimentos da Wells Capital Management.

“Quando eu olho para o segundo trimestre eu consigo ver alguma evidência de sustentabilidade.”

A FactSet espera que o lucro das empresas que fazem parte do índice S&P 500 suba 4,6% no segundo trimestre, depois de ter uma modesta subida de 2,2% no primeiro trimestre, período em que a economia americana sofreu com o inverno rigoroso.

Em dia de agenda esvaziada, os investidores já aguardam também a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que será divulgada na tarde desta quarta-feira, em busca de sinais sobre quando o banco central poderá começar a aumentar as taxas de juros.

O relatório de empregos de junho, divulgado na semana passada, se somou a uma série de bons indicadores e acendeu o alerta da possibilidade de que o Fed aumente as taxas de juros antes do esperado.

Ainda assim, segundo o diretor de investimentos da iSectors, Chuck Self, existem itens do payroll que mostram que o ritmo de atuação da autoridade monetária permanecerá inalterado.

No noticiário corporativo, as ações da Archer Daniels Midland subiram 1,6% nesta segunda-feira após anunciar um acordo para comprar a Wild Flavors, fabricante suíça de ingredientes alimentares, por 2,2 bilhões de euros.

Os papeis da BioDelivery Sciences saltaram 8,9% depois de a empresa farmacêutica, junto com a Endo Pharmaceuticals, anunciar aos órgãos reguladores dos EUA uma nova aplicação potencial do medicamento para dor buprenorfina.

Na Europa, os mercados de ações fecharam em queda, pressionados pela decepção com a produção industrial da Alemanha, que desencadeou preocupações sobre um enfraquecimento na principal economia da zona do euro.

O índice Dax, de Frankfurt, cedeu 1,03%; o FT-SE 100, de Londres, caiu 0,62%; e o CAC-40, de Paris, recuou 1,41%.