Bolsas da China recuam com realização de lucro

Índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,16 por cento

Xangai / Cingapura – Os principais índices acionários da China recuaram nesta terça-feira, uma vez que os investidores realizaram lucro após uma recente alta forte alimentada por expectativas de reformas.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,16 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,29 por cento.

As perdas do mercado, entretanto, foram limitadas uma vez que os participantes continuaram a buscar papéis ligados a empresas estatais relacionadas com a questão da reforma de propriedade mista.

Os investidores parecem ter deixado de lado os dados mostrando que os preços ao produtor no país tiveram a maior alta em mais de cinco anos em dezembro sobre o ano anterior.

Já o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,51 por cento às 7:01 (horário de Brasília), com os preços do petróleo perto das mínimas de três semanas.

Os investidores ainda estão incertos se os cortes de produção de alguns dos principais exportadores serão suficientes para compensar o aumento da oferta de outros produtores.

. Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,79 por cento, a 19.301 pontos.

. Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 0,83 por cento, a 22.744 pontos.

. Em Xangai, o índice SSEC perdeu 0,29 por cento, a 3.161 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,16 por cento, a 3.358 pontos.

. Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,18 por cento, a 2.045 pontos.

. Em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 0,08 por cento, a 9.349 pontos.

. Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,64 por cento, a 3.000 pontos.

. Em Sydney o índice S&P/ASX 200 recuou 0,80 por cento, a 5.760 pontos.