Dólar R$ 3,18 0,40%
Euro R$ 3,72 -0,36%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 2,01% 70.011 pts
Pontos 70.011
Variação 2,01%
Maior Alta 8,58% CMIG4
Maior Baixa -1,11% MRFG3
Última atualização 22/08/2017 - 17:14 FONTE

Bolsas da Ásia sobem seguindo Wall Street; Hong Kong sobe 1%

Tóquio – Os mercados asiáticos encerraram em alta – novamente com exceção da China – seguindo o embalo altista de Wall Street, além de reagirem positivamente a fatores locais, em particular no campo tecnológico.

A Bolsa de Hong Kong teve o terceiro pregão seguido de ganhos, puxada pelo desempenho dos peso pesado PetroChina e Lenovo. O índice Hang Seng subiu 217,28 pontos, ou 1%, e terminou aos 23.118,07 pontos – na semana, contudo, o índice acumulou queda de 0,3%.

Na China, a Bolsa de Xangai apresentou a sétima sessão seguida de queda, derrubada pelas contínuas preocupações sobre a redução do crescimento da economia doméstica, a alta da inflação e o aperto sobre os principais bancos. O índice Xangai Composto caiu 0,97%, e fechou aos 2.709,95 pontos, no pior fechamento desde 26 de janeiro – na semana, o índice acumulou queda de 5,2%. O índice Shenzhen Composto perdeu 1,96% e fechou aos 1.101,11 pontos.

O yuan se desvalorizou ligeiramente em relação ao dólar, apesar de o Banco Central chinês ter reduzido a taxa de paridade central dólar-yuan para um novo patamar histórico pela segunda sessão seguida (de 6,4921 yuans para 6,4898 yuans). A demanda pela moeda norte-americana por parte das petrolíferas influenciou o câmbio. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,4917 yuans, de 6,4915 yuans do fechamento de quinta-feira – desde junho de 2010, quando começou o processo de valorização do yuan, a unidade chinesa acumula ganhos de 5,2% sobre o dólar.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé encerrou o dia em leve alta, com os ganhos das ações de fabricantes de notebooks compensando a realização de lucros nos papéis de pesos-pesados do setor de tecnologia. O índice Taiwan Weighted subiu 0,25% e fechou aos 8.810,00 pontos.

Ajudada pelas compras de investidores estrangeiros e institucionais, o índice Kospi, da Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, teve alta de 0,4% e fechou aos 2.100,24 pontos.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney ganhou 0,5% e fechou aos 4.684 pontos. BHP Billiton subiu 0,5% e Rio Tinto, 0,6%.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em alta, estendendo a caça por pechinchas da sessão de quinta-feira com o avanço dos mercados dos EUA durante a noite. O índice PSE avançou 1,04% e terminou aos 4.274,51 pontos.

A Bolsa de Cingapura fechou em ligeira alta depois que os ganhos em Wall Street impulsionaram o sentimento na Ásia. O índice Straits Times ganhou 0,4% e fechou aos 3.135,52 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 0,5% e fechou aos 3.832,38 pontos, liderado por compras de papeis de bancos e relacionados a produtos de consumo e commodities.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 0,2% e fechou aos 1.067,00 pontos, porém com negociações cautelosas ante a chegada do fim de semana, e a ausência de fatores motivadores mantendo os investidores de lado.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,5% e fechou aos 1.548,69 pontos, impulsionado por selecionados papeis de primeira linha, embora ações de menor negociação sucumbiram a realizações de lucros. As informações são da Dow Jones