Dólar R$ 3,15 -1,03%
Euro R$ 3,70 0,06%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 1,09% 68.715 pts
Pontos 68.715
Variação 1,09%
Maior Alta 4,27% BBSE3
Maior Baixa -2,40% KROT3
Última atualização 18/08/2017 - 17:20 FONTE

Bolsas da Ásia encerram em forte declínio; Hong Kong cai 3,1%

Na China, as bolsas apresentaram queda pelo quarto pregão seguido

Tóquio – A maioria das bolsas asiáticas fechou em forte baixa. As pesadas perdas em Wall Street, além das renovadas preocupações com a dívida europeia e as perspectivas econômicas sombrias dos Estados Unidos e da Europa, nortearam os mercados da região.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, com os temores de uma recessão global. O índice Hang Seng desabou 616,35 pontos, ou 3,1%, e encerrou aos 19.399,92 pontos – na semana, o índice apresentou queda de 1,1%.

Já na China, as bolsas apresentaram queda pelo quarto pregão seguido, também por conta das preocupações sobre potenciais medidas de aperto monetário que podem ser adotadas por Pequim no fim de semana. O índice Xangai Composto caiu 1% e terminou aos 2.534,36 pontos – na semana, o índice acumulou perda de 2,3%. O índice Shenzhen Composto perdeu 0,8% e encerrou aos 1.133,84 pontos.

O iuane se desvalorizou em relação ao dólar pela terceira sessão seguida, após o Banco Central chinês elevar a taxa de paridade central dólar-iuane (de 6,3942 iuanes para 6,4032 iuanes). No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3930 iuanes, de 6,3877 iuanes ontem – a moeda chinesa se valorizou 6,8% desde junho de 2010 em relação à unidade dos EUA.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, teve queda de 3,57%, o pior fechamento desde 2 de julho de 2010. O índice Taiwan Weighted finalizou aos 7.342,96 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul encerrou o dia com uma das maiores quedas dos mercados de referência da Ásia. As preocupações com a economia global castigaram a quarta maior economia asiática, que exporta metade da sua produção. O índice Kospi retrocedeu 6,22% e terminou aos 1.744,88 pontos, anotando a maior porcentagem de queda diária desde 6 de novembro de 2008, quando o indicador recuou 7,6%. No mês, o índice acumula perda de 18,2%.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou em baixa, O índice S&P/ASX 200 recuou 3,51% e terminou aos 4.101,9 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, também fechou em baixa. O índice PSE recuou 1,45% e encerrou aos 4.339,90 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em forte baixa, após movimento geral de vendas, com os investidores fugindo dos ativos de risco. O índice Straits Times caiu 3,2% e fechou aos 2.733,63 pontos. Na semana, a perda acumula-se em 4,1%.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, cedeu 4,4% e fechou aos 3.842,75 pontos, com os investidores preferindo fazer caixa e se preparar para o pior, segundo um trader.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 1,8% e fechou aos 1.069,20 pontos. Além das preocupações com a economia global, os investidores aguardam a divulgação do PIB do segundo trimestre segunda-feira e a decisão sobre política monetária do banco central quarta-feira.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, perdeu 1,3% e fechou aos 1.483,98 pontos. As informações são da Dow Jones