Bolsas da América Latina fecham em alta

Na Argentina, o volume de negócios operados em ações totalizou 38,9 milhões de pesos (US$ 8,5 milhões), com 45 altas, 18 baixas e dez títulos estáveis

 O índice Merval da Bolsa de Comércio de Buenos Aires fechou nesta sexta-feira em alta de 1,29%, aos 2.381,38 pontos. O Índice Geral da Bolsa fechou aos 146.165,66 pontos, alta de 1,14%, enquanto o Merval 25 subiu 1,24%, para 2.414,2.

O volume de negócios operados em ações totalizou 38,9 milhões de pesos (US$ 8,5 milhões), com 45 altas, 18 baixas e dez títulos estáveis.

No mercado de câmbio, o preço do dólar se manteve estável ao fechar em 4,56 pesos para venda.

O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta sexta-feira em alta de 0,57%, para 40.498,47 pontos. O giro financeiro do dia foi de 7,254 bilhões de pesos (US$ 545 milhões).

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, o IPSA, fechou nesta sexta-feira em alta de 0,39%, aos 4.372,67 pontos, estimulada por bons dados da economia chinesa. Já o índice geral da bolsa chilena (IGPA) registrou elevação de 0,37% em seu indicador, para 20.984,85 pontos.

O giro financeiro do dia foi de 71.029.783.005 pesos (cerca de US$ 142,63 milhões) em 7.754 negócios.

O Inter 10, que mede o desempenho local dos títulos negociados em ADRs (American Depositary Receipts) em Nova York e que são um importante componente do IPSA, fechou com alta de 0,58%, aos 5.719,05 pontos.O Índice Geral da Bolsa da Colômbia (IGBC) fechou nesta sexta-feira em alta de 1,16%, aos 13.664,64 pontos.

O giro financeiro foi de 127,6 bilhões de pesos (US$ 71,28 milhões), em 2.232 operações.