Dólar R$ 3,14 -1,22%
Euro R$ 3,71 0,07%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 0,67% 70.478 pts
Pontos 70.478
Variação 0,67%
Maior Alta 7,42% GOAU4
Maior Baixa -1,99% SMLE3
Última atualização 23/08/2017 - 17:21 FONTE

Bolsa sobe puxada por Vale, após decisão do BC japonês

A Bovespa opera em leve alta depois que o BC do Japão anunciou meta de juros e antes da reunião de política monetária do Fed

São Paulo – O principal índice da bolsa paulista operava em leve alta na manhã desta quarta-feira, em sessão guiada por forte alta nas ações da mineradora Vale e permeada por expectativa sobre a decisão do Federal Reserve sobre juros dos Estados Unidos, nesta tarde.

Às 11:02, o Ibovespa subia 0,29 por cento, a 57.901,27 pontos. O volume financeiro era de 1,14 bilhão reais.

O cenário externo era influenciado ainda pela decisão do Banco do Japão de que comprará títulos governamentais de longo prazo conforme necessário para manter os rendimentos dos bônus de 10 anos em torno dos níveis atuais de zero por cento.

“A mudança na atuação da compra de ativos por parte do BoJ e a sinalização de que ainda tem munição para estimular a economia impulsiona ativos de risco”, escreveram analistas da Guide Investimentos em nota a clientes.

Destaques

– VALE PNA subia 3,2 por cento e VALE ON tinha valorização de 3,8 por cento, após o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim informar que o Conselho de Administração da mineradora vai aprovar a venda de ativos de fertilizantes para a norte-americana Mosaic, em um negócio que envolve 3 bilhões de dólares.

– ITAÚ UNIBANCO invertia alta inicial e recuava 0,2 por cento. Mais cedo, jornais publicaram que o banco conseguiu exclusividade na negociação para compra de ativos do Citibank no Brasil, após superar a oferta do SANTANDER BRASIL, que avançava 1,2 por cento.

– PETROBRAS PN subia 0,5 por cento e PETROBRAS ON avançava 1 por cento, um dia após a estatal anunciar redução em seu plano de investimento e após o jornal O Globo publicar nesta quarta-feira que a empresa estuda reduzir o preço da gasolina até o fim do ano.

– EMBRAER ON figurava entre as baixas do índice, caindo 0,8 por cento, conforme o dólar perdia força frente ao real.

– OI PN subia 8 por cento e OI ON ganhava 6 por cento após notícia do jornal Valor Econômico de que a América Móvil segue interessada da compra da empresa ou em parte dela. Os papéis não fazem parte do Ibovespa.

*Atualizada às 11h35