Bolsa cai com realização de lucros e mercado externo

Bovespa caía, entre pessimismo do mercado externo e realização de lucros

São Paulo – O principal índice da Bovespa recuava na manhã desta terça-feira e ameaçava quebrar uma série de quatro altas seguidas, afetado pela fraqueza em praças financeiras no exterior nesta véspera de feriado no Brasil.

Às 10:41, o Ibovespa caía 0,56 por cento, a 61.321,3320665 pontos. O volume financeiro somava 854,3 milhões de reais.

Nos quatro pregões até a véspera, o Ibovespa acumulou alta de quase 4 por cento.

O declínio local ocorre apesar da repercussão positiva da aprovação na Câmara dos Deputados da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um limite para os gastos públicos em primeiro turno.

A gestora de recursos Icatu Vanguarda disse em nota a clientes que a votação mostra uma base de apoio sólida para o governo, além de capacidade de articulação política do governo de Michel Temer.

A PEC ainda precisa ser votada em segundo turno na Câmara, o que deve ocorrer no dia 24 deste mês, antes de seguir para o Senado.

No exterior, Wall Street mostrava perdas nos primeiros negócios, na esteira do recuo dos preços do petróleo , com agentes financeiros também repercutindo o resultado abaixo do esperado da Alcoa.

Destaques

– PETROBRAS PN caía 1,65 por cento e PETROBRAS ON perdia 1,60 por cento, conforme os preços do petróleo oscilavam em território negativo e endossavam realização de lucros nos papéis após sete pregões de alta.

– VALE PNA perdia 1 por cento e VALE ON cedia 1,94 por cento, apesar da alta do preço do minério de ferro à vista na China.

– BANCO DO BRASIL caía 1,18 por cento, liderando as perdas entre os bancos no Ibovespa, após subir nos últimos sete pregões, acumulando no período ganho de mais de 12 por cento. No setor, ITAÚ UNIBANCO recuava 0,6 por cento.

– GRUPO PÃO DE AÇÚCAR PN perdia 1,72 por cento, após dados de vendas do terceiro trimestre. De acordo com a corretora Brasil Plural, os dados consolidados ficaram abaixo das expectativas da casa e do mercado.

– RUMO LOGÍSTICA avançava 1,95 por cento, em destaque na ponta positiva. Na véspera, a operadora logística disse que o BNDES iniciou o processo para concessão de financiamento de 3,5 bilhões de reais à companhia.

– TELEFÔNICA BRASIL PN subia 1,12 por cento, após um tombo de quase 7 por cento na véspera, após anúncio da mudança do comando a operadora de telecomunicações.

*Atualizada às 11h01