Bolsa de Londres cai com China, mas SABMiller dispara

Às 8h16 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 , que reúne as principais ações europeias, caia 1,13 por cento a 1.414 pontos

Milão – As ações europeias caíam nesta terça-feira na esteira de dados decepcionantes sobre importações da China e pressionadas pelos papéis de montadoras e bancos, embora a SABMiller avance após aceitar oferta de aquisição da rival Anheuser-Busch.

Às 8h16 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 , que reúne as principais ações europeias, caia 1,13 por cento a 1.414 pontos, enquanto o Euro STOXX 50, que agrupa as blue chips da zona do euro, recuava 1,03 por cento para 3.213 pontos.

As exportações chinesas caíram mais do que o esperado em setembro, mas uma queda mais acentuada nas importações deixou os economistas divididos sobre se setor comercial da segunda maior economia do mundo está mostrando sinais de recuperação.

“Embora as exportações chinesas tenham mostrado uma recuperação saudável, as importações fracas ainda indicam que a economia chinesa continua com dificuldades”, disse o analista da Peregrine & Black Markus Huber.

Os setores automotivo e bancário estavam entre as maiores baixas.

Mas as ações da SABMiller subiam 9 por cento e as da Anheuser-Busch ganhava 1,98 por cento.

A SABMiller disse que indicou à AB InBev que seu Conselho estaria preparado para aceitar a oferta e que pediu uma extensão de duas semanas do prazo estabelecido para que sua rival anuncie uma intenção firme de fazer a oferta. O novo prazo é 28 de outubro.