Bolsa afunda 3% de olho em Operação Carne Fraca e commodities

Apenas três ações integrantes do índice registraram ganhos na tarde desta terça-feira

São Paulo – O Ibovespa fechou em queda de 3% nesta terça-feira (21). O principal índice da Bolsa terminou o dia marcando 62.980 mil pontos.

O mercado  repercutiu na sessão de hoje novos desdobramentos da Operação Carne Fraca e as ameaças de parceiros comerciais como Chile, China, Suíça e União Europeia de barrar as importações de carne e frango do Brasil.

Também estava no radar no investidor a nova fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de hoje. Essa é a primeira operação cumprida a partir de autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) com base no que foi delatado pelos executivos da Odebrecht.

A operação foi autorizada pelo Supremo por envolver alvos ligados a autoridades com foro privilegiado. Os alvos desta etapa não são políticos, mas pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Humberto Costa (PT-PE), Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Valdir Raupp (PMDB-RO)

A queda do preço das commodities, como o minério de ferro, e o recuo em Wall Street também influenciaram o humor do mercado.

Pregão

Apenas três ações integrantes do índice fecharam o dia com ganhos. As ordinárias da CPFL tiveram leve alta de 0,12%, enquanto a Marfrig subiu 1,12% e a Suzano 0,83%.

Entre os destaques negativos estão as ações preferenciais da Gerdau, que caíram 9,22%, as ordinárias da CSN, que recuaram 8,95% e as preferenciais da Bradespar, que fecharam com queda de 8,5%.

As baixas estão relacionadas a queda de mais de 4% no preço do minério de ferro na China, sendo negociado a 87 dólares a tonelada.